Tsunami facilita descoberta de cidade submersa na Índia


 

Mergulhadores encontraram na Índia mais vestígios de uma cidade portuária da Antigüidade, descobertos após o tsunami que atingiu a região em dezembro.

Os arqueólogos disseram que estruturas de pedra "claramente feitas pelo homem" foram visualizadas no fundo do mar, no litoral sul indiano.

Elas podem ser parte da mítica cidade de Mahabalipuram, que, segundo a lenda, "era tão bonita que os deuses enviaram uma enchente que cobriu seis de seus sete templos".

Outras relíquias foram encontradas após as fortes ondas do maremoto terem movido camadas de areia ao atingir a costa do estado de Tamil Nadu.

Mahabalipuram

A expedição submarina foi organizada pelo departamento de pesquisa arqueológica do governo da Índia, após moradores locais afirmarem ter visto um templo e outras estruturas quando o mar recuou pouco antes do tsunami.

As novas descobertas foram feitas perto do templo Mahabalipuram, do século 7, que alguns dizem ter sido o templo poupado pela ira dos deuses.

"(As estruturas de pedra) são blocos perfeitamente retangulares, dispostos de forma claramente padronizada", afirmou à agência de notícias France Presse o chefe da expedição, Alok Tripathi.

Um seminário internacional sobre arqueologia marinha vai discutir, em Nova Délhi, em março, as descobertas proporcionadas por causa do tsunami.

Outras peças encontradas durante este mês em Mahabalipuram incluem uma estátua de um leão de granito que os especialistas acreditam ter permanecido enterrada por séculos até a areia ser removida pelas ondas.

Os arqueólogos já vinham trabalhando na região havia três anos, desde que outra expedição identificou o que parecia ser uma cidade submersa.

As lendas de Mahabalipuram foram escritas pela primeira vez pelo viajante britânico J. Goldinhgham, que ouviu as histórias dos "Sete Pagodes" ao visitar o sul da Índia em 1798.


 



 



 



 

Fonte: BBC Brasil

Fonte: www.icrvb.com